domingo, 25 de outubro de 2009

Maturidade Literária

Antes de começar esta postagem, eu gostaria de iniciar pedindo desculpas a todas as pessoas que estavam acompanhando a fic Paixão Proibida que eu iniciei e não concluí, e também uma fanfic que estou escrevendo inspirada na história da Josiane Veiga, A Insígnia de Claymor, que eu iniciei e também não conclui.

Gostaria realmente de me desculpar pela falta de respeito de minha parte com os leitores que estavam as acompanhando.

Sinto-me envergonhada por não tê-las terminado e isso me faz ficar triste. Por isso, informo que, em respeito aos leitores, voltei a trabalhar na conclusão dessas histórias e pretendo postá-las o mais depressa possível por uma única razão. Quero me redimir com vocês!

E é a partir desse ponto que surgiu inspiração para começar este Post.


Maturidade Literária.


Não sei se eu sou a pessoa mais indicada para tratar desse tema, mas como a inspiração me escolheu, simplesmente não posso ignorá-la. Então, se algumas de minhas palavras, ou todas elas, não forem do mesmo ponto de vista que vocês tem, peço-lhes desculpas antecipadamente. E peço também desculpas pelos erros de Português que possa cometer no decorrer deste texto.


Há alguns meses eu li no Nyah!Blog uma matéria muito interessante que falava sobre o futuro dos Ficwriters. Se havia a possibilidade deles se tornarem escritores no futuro. Antes dessa matéria ser escrita, eu tinha feito um projeto secreto de preparar uma série de artigos sobre esse assunto e postá-los aqui no Fic Lovers, mas, como era de se esperar, abandonei o projeto e nem sequer cheguei a escrever uma linha! Não me orgulho nem um pouquinho disso, mas essa postagem funciona para mim como um desabafo!!!

Eu escolhi o título "Maturidade Literária", simplesmente porque a carapuça me serviu... E MUITO!

Eu li alguns textos escritos aqui, textos que inspiraram e influenciaram este post, e posso dizer que depois disso, refleti sobre todas as dicas dadas, comparei-as com o meu comportamento falho como ficwriter e cheguei a conclusão que o mais importante para um ficwriter ter sucesso é:


Assumir a Responsabilidade!


Quando você se propõe a fazer um texto, você pode até pensar, como eu pensava, que aquela história é só sua, que você decide o destino dos personagens, suas personalidades e tipos físicos, o rumo que a história vai ter, enfim, toda parte criativa. Mas, à partir do momento que você a disponibiliza na rede, aquela narrativa ganha vida própria. E você percebe seus sinais vitais quando leitores começam a postar comentários sobre aquilo que você escreveu.

Então, ai está o batimento cardíaco da obra! Só se sabe que a obra é apreciada, quando leitores comentam sobre ela, essa é a verdadeira pulsação, a prova viva de que agora ela não é mais só sua, ela tem vida! Desse ponto em diante, você perde um texto e ganha uma cria, que você vai precisar cuidar e alimentar com muita dedicação para que ela se desenvolva.

Acho que é isso mesmo, não usei uma metáfora exagerada não, como eu temia!

Um texto é um trabalho. Quando se escreve com amor, dedicando o melhor de si para escrever algo bom e que possa agradar a você e aos seus fãs-leitores, aquilo automaticamente se torna um pedaço de você, uma cria, que te enche de orgulho, te envaidece e mexe com sua alto-estima.

Sim, mexe com sua alto-estima! Porque se você se dedicou ao seu máximo e os leitores estão comentando, certamente alguém gostou do seu trabalho! E se alguém gostou, fará elogios. É nesse momento, quando sua cria começa a chamar a atenção alheia, que ela começa a mexer com a sua alto-estima.

E depois de tanto trabalho recompensado, eis que ela surge... A ingrata, também conhecida por CRÍTICA.

Peraí, não posso ser pessimista justo agora, pois receber críticas é maravilhoso para o crescimento do ficwriter... Isso quando as críticas te ajudam a melhorar sua forma de escrever, de interagir com os fãs-leitores, de se expressar na sua história. Porque quando o objetivo delas e te denegrir ou denegrir a sua criação, é como se batessem num filho seu!

E isso definitivamente MEXE COM SUA ALTO-ESTIMA!!!

Nesse momento, você percebe a necessidade de se ter a Maturidade Literária, a necessidade de assumir total responsabilidade sobre o que foi escrito e o que você recebeu como feedback. Você acaba de receber os limões... O que você vai fazer com eles?

Vai deixar eles te azedarem, ou vai fazer uma limonada? Muitas pessoas desistem no primeiro obstáculo que enfrentam. Eu fui uma dessas pessoas, por isso resolvi escrever esse artigo. Eu nunca recebi uma crítica se quer e eu realmente sinto falta disso! Como vou saber onde melhorar se ninguém nunca me criticou? Ou eu estou postando em poucos sites, ou ninguém se interessou por ler minha fanfic!

Porém a principal crítica, que não foi uma crítica e sim um cobrança, veio como um puxão de orelha da Josi que me perguntou pelo msn a uns meses atrás: QUANDO É QUE VOCÊ VAI TERMINAR A SUAS FICS??

Eu fiquei tão envergonhada, porque eu sabia que não estava me dedicando ao máximo! Ali eu realmente notei que ela estava gostando de ler e que eu, de certa forma, a tinha decepcionado!

E isso entra no segundo assunto, quando lhe questionam sobre o tempo que se demora para postar um novo capítulo. Novamente eu repito: Quando se posta um texto na net ele deixa de ser seu e passa a ser de todos que o acompanham.

Funciona mais ou menos assim: Se você é a Mãe ou Pai da criatura, no mínimo os leitores são os padrinhos e madrinhas dela, porque vão querer saber como ela anda das pernas, se vai bem, se vai mal, quando ela vai reaparecer e ressurgir das cinzas, como a fênix dos Cavaleiros do Zodíaco! E ai aparece um monte de braço amigo pra te ajudar a betar a fic, pra te dar inspiração, ânimo pra escrever. Uma enfermaria lítero-inspiradora total! Eu acabei de inventar essa palavra!

E que bom que isso acontece! Quer prova mais contundente de que seu texto vai bem, obrigado?! Ele está sendo aguardado, esperado como o casamento da sua última tia solteirona de 40 anos! Disputado como o último docinho da festa!

Alguns ficwriters demoram por não assumir a responsabilidade de escrever para outras pessoas. Já outros ficwriters, estudam, trabalham, tem filhos, chefes, contas, responsabilidades, maridos, esposas, namorados e namoradas que sugam seu tempo livre, e ainda de quebra tem que trabalhar sob pressão em textos que deveriam ser uma válvula de escape para suas vidas aceleradas! Perdem até o direito de esperar a inspiração surgir ou de dedicarem mais tempo para comporem seus textos embasados em pesquisas de época!

Como se fosse Pouco, ainda enfrentam ferramentas de texto que não corrigem seus erros de português, plágios, roubos de fanfics, crises produtivas, stress, excesso de afazeres na vida pessoal, pessoas que dizem que escrever essas histórias é total perda de tempo, e mais uma infinidades de coisas!

E, é claro, você se pergunta se vale a pena todo o esforço.

Bom, eu sou o tipo de ficwriter que tem umas 17 fanfics iniciadas, ou mais, 2 estão postas incompletas na rede, e as únicas completas são as oneshot! Isso não é um número muito inspirador, não acham? Mas é justamente essa experiência que me capacita a provar que minha teoria é verdadeira.

Quando eu postei Paixão Proibida, eu não tinha noção de como seria o final dela. Na verdade eu iria jogá-la fora antes de postar, mas eu queria testá-la, ver o impacto que ela causaria. E me surpreendi! As pessoas gostaram dela, queriam ler mais, Porém... Eu a via como MINHA HISTÓRIA. Agradecia os comentários que recebia, mas não tinha gratidão por quem os escrevia, simplesmente porque eu via isso como uma brincadeira, que eu não tinha compromisso nenhum com ela e por isso poderia parar quando eu quisesse!

Entreter espectadores não é simplesmente uma brincadeira! E é isso que você faz com o público que te lê! Entretém

Quando você gera uma expectativa, as pessoas querem que você as satisfaça até o final. Se você inicia e para, você fica desacreditada e cada vez vai ficar mais difícil recomeçar, pois ninguém confiará que você irá até o fim. Nem perderam seu tempo lendo o que você escreve.

Por isso, eu respondo com minha experiência falha que SIM. VALE À PENA! Nada sem esforço é duradouro ou recompensador! E se você faz o que gosta, a recompensa é muito mais gostosa. Mesmo se estiver recomeçando mais uma vez o que havia parado!

Nunca é tarde para recomeçar! Quem dirá para continuar!

E pense bem: com as críticas destrutivas, você começa a aprender, mesmo na marra, mesmo engolindo sapos, a lidar com esse tipo de "marketing negativo", ou seria melhor dizer "marketing DESTRUTIVO" que você recebe e vai continuar recebendo sempre, pode ter certeza disso! Mas, cada vez menos elas irão afetar você, porque você vai evoluindo cada vez mais como escritora! Você ganha paciência com os fãs ansiosos e responsabilidade. Melhora seu português escrito, ganha conhecimento, fortalece as faculdades mentais, enriquece a memória, adquire o gosto pela leitura e escrita, passa a ler clássicos da literatura mundial para absorver novas formas de escrever e isso faz de você uma pessoa mais culta, pode até aumentar o seu salário se você souber canalizar isso para sua vida profissional, você aprende a fazer pesquisa histórica, tem a chance de aprender na prática e exercitar a nova gramática do português, além de fazer... Muitos... Amigos!

Diga você mesmo se não valeu à pena gastar todo o seu tempo livre nisso quando viu seu nome ser citado como melhor escritor do ano por um site de fanfics, ou quando sua fic virou fic-drama, ou quando você ganhou algum concurso?

Você ganhou o tão sonhado reconhecimento! E não se consegue isso se você não atingiu ainda a Maturidade Literária.

Se esforce, dê o primeiro passo, ASSUMA A RESPONSABILIDADE DE LEVAR A QUEM LÊ UM PEDACINHO DE VOCÊ!

E ai, quem sabe um dia, sua fic ganhe algumas folhas impressas e encadernação com capa dura, para depois ganhar a imaginação de pessoas do mundo inteiro que lerão seus versos simples que começaram na frente do computador, num blog pequeno!


Nós somos capazes de melhorar. Reúna suas forças, observe seus pontos a melhorar e siga em frente sem desistir, como eu vou tentar fazer!

Boa sorte pra você e sempre faça tudo valer à pena!


Deborah de Andrade.

2 comentários:

Luiz dreamhope disse...

Um texto com uma ótima temática desta e nenhum comentário.Bom, naoposso falar muitom pois o teclado aqui tá uma "maravilha", e quando digito parece que voltei lá pros meus 10 anos. Letra por letra. Também, um teclado com teclas fora das colocações habiatuais e ainda metade apagado fica dificil. Não ligue para os erros do texto.

Mas falando do texto. Realmente, um ficwiter que se preze, tem obtigações de terminar seu texto. Éu,a falta de consideração com ele mesmo e também com o leitor que segue a história até o fim, tudo bem nem todos seguem por que param de ler antes, ou o escitor não termina.Aíltima opção é a mais revoltante. Como não terminar uma história qe começoou? Fiquei perdendo meu tempo a toa lendo isso aqui pra chegar e não ter fim. Parece episódio de Cdz, é só até o poiseidon, e o resto?

Bom eu já fiz isso com duas fics.Uma, na verdade, eu a renovei e a outra eu deixei de molho pra um futuro próximo. com certeza eu vou termina-las, mas não agora.

Mas me empenho muito pra sempre trazer um bom cap para quem me acompanha. Lecei isso tão a sério que sonho mesmo em ser escritor profissional.Epara isso, estou lendo cada vez mais e melhorando cada vez mais. Tipo aquelas cenas que voce olha um texto seu feito a 3 anos atrás e diz: Eu escrevi mesmo isso? E tem um monte de erros no texto.

Mas é isso, dedicação é a princpal chave para o sucesso.

Josiane Veiga disse...

Concordo inteiramente contigo amada. Ao publicar, estamos sujeitos a tudo. No caso de plagio, a gente pode denunciar, brigar, etc.. mas no caso de criticas, temos que aguentar. Graças a Deus, recebi poucas ultimamente, mas sempre as considero como algo a crescer...

Bjs