quinta-feira, 27 de junho de 2013

Capa Aberta de Remissão + desabafo da autora



 Após cinco anos, mais de 1500 páginas, muito trabalho, dor, lágrimas e suor, enfim a saga da banda Jishu chega ao seu final. Em agosto estarei disponibilizando para venda o livro REMISSÃO que encerra a trajetória de Ken, Ninomura, Shuichi, Aiko e Kin. A banda Jishu começou num sonho meu de escrever algo pequeno, apenas para entreter, mas tomou proporções enormes, tornou-se um marco na vida de muitos leitores, trouxe-me amizades e inimizades, e enfim, conseguiu cavar fundo na ferida da dita aparência social que nos cerca.
 


Teve de tudo. Pessoas normais, loucas, amadas, odiadas, lindas e feias, de todas as concepções. Lidou com assuntos que doem: prostituição, idolatria, amor, falsidade, amizade... enfim, durante os três livros dancei no universo de uma banda de cinco garotos que precisa fingir o que não são para manter um sucesso que nem sempre os faz feliz.




Muitos autores sonham em ter uma trilogia com esse peso. Eu consegui.  Não vou minimizar meu feito, porque sinceramente não preciso. Rendição e Redenção são alguns dos livros mais vendidos do Bookess. No Clube de autores também tiveram muitas vendas. Nos sites que estão disponíveis para leitura, tem – e muita – gente lendo.


 
Remissão caminha em direção ao mesmo futuro. No site em que minhas leitoras betas acompanham antes de eu corrigir e transformar em livro, reparem na quantidade de comentários:



E o último capítulo ainda não foi postado! Então, imagino que com o último capítulo postado vou chegar a 2.700 comentários fácil.  Sou autora de fanfics a muitos anos e sei que essa quantidade de comentários num mundo original é quase utópico, impossível, então... nem tenho palavras.


A trajetória da trilogia só aconteceu por alguns apoios nos momentos difíceis. Num momento em que muita gente boicotou Rendição, Nina (a pessoa que fez o prefácio do livro 1) e Yara mantiveram-se leitoras fieis. Quando a média de 100 comentários por capítulo caiu para 1 ou 2, foram as duas que comentavam e surtavam publicamente, lixando-se para quem não gostava.


Com Redenção, Fabi, Dani e Isa apareceram. Fabi, aliás, fez o prefácio do livro 2. Fabi é uma autora audaciosa, incrível, e foi ela que me deu dicas e criticas construtivas. Fabi trouxe de volta o gosto dos comentários, aquilo que eu tinha perdido com o boicote. Dani foi a pessoa que me manteve com os pés no chão. Acho que ela não sabe da importância que teve pro livro, mas é bom contar agora, muito das coisas que surgiram, até mesmo da vontade de escrever, veio da cobrança dela. Isa, a minha convidada para escrever o prefácio da despedida, era minha alma gêmea comentando o que eu sempre tinha vontade de falar mas não podia pela ética de autora. Tão doida quanto eu, não é a toa que sou louca por ela.


Samy sempre será lembrada por mim como a pessoa que defendeu Shuichi quando ninguém mais fazia. Bárbara como a pessoa que peitava o personagem, e dizia o que pensava dele, sem medo nenhum de quem não gostava.  As duas tiveram coragem porque em nenhum momento ficaram neutras. Outras acompanharam, mas foram elas que me marcaram.


Tesho era quase sempre a primeira a comentar, então quando eu postava, sempre ficava aguardando o comentário dela aparecer na minha caixa de mensagens. Yukari era a que mais me fazia rir, porque ela sempre tinha as melhores teorias sobre a trajetória da fic, infelizmente não pude usar a de Shipou-san, mas... E tinha a Gaby, que a cada comentário, parecia resenhar a fic. Ah, como consegue ler minha alma assim?


Pri, Faby, Cyn, Gi, Louise, Bruh, Naj, Denise, e tantas que fizeram parte desse trabalho, muito obrigada pelo apoio. Sei que esqueci de citar várias (realmente, me perdoem!), mas por favor, todas as pessoas envolvidas, sintam-se de certa forma abraçadas por mim.


Aos leitores dos livros, especialmente Cássia, Catalina, Joice, Cristal, Virginia, Suelen... muito obrigada. Aos leitores anônimos, aqueles que não podem dizer que leem (recebo e-mails de educadores, ou de demais pessoas que não podem admitir que leram uma saga gay) meu muito obrigada também. Muito obrigada a todos que compraram os livros, não só da Saga Jishu, mas dos demais... ser autora nacional valeu muito por causa de vocês.


E fica aqui também o meu muito obrigada a Gabriela Tavares, a fofa que me deu a capa de encerramento. Gaby é uma artista nata, com certeza daqui a algum tempo seus desenhos e trabalhos valeram muito, mas ela me presenteou com essa capa exatamente do jeito que eu queria.

Enfim...
Vamos então à capa?




Sinopse

O tempo cura tudo...
Ninomura Kazuo escolheu recomeçar.
Ponto um: terminar uma relação que só estava lhe fazendo mal: ok.
Ponto dois: começar um novo trabalho: ok.
Ponto três:  Por que não buscar a remissão? Dar-se uma chance de conquistar aquilo que chamavam de felicidade?

...menos um grande amor.
Ken Takeshi escolheu lutar.
Ponto um: provar que era inocente e reconquistar a confiança de seu grande amor: ainda não havia conseguido.
Ponto dois:  impedir Nino de namorar outra pessoa: iria conseguir nem que custasse sua vida!
Ponto três: Por que não podia desistir da remissão? Ora! Porque ele e Kazuo eram almas gêmeas e, não importava o quê, não ia abrir mão de sua felicidade!






Enfim, chega de choradeira. Uma etapa se encerra, mas outra se inicia. Aguardem-me com mais. Outros personagens, outras lágrimas, outras vidas. Sempre há tempo de recomeçar.

Josiane Veiga

15 comentários:

Suellen disse...

Hum... Não sei se fico triste ou alegre. Ok! Triste por ver meu nome escrito errado. Bua e pelo fim da saga que tenho que lê. E feliz pelo sucesso mesmo que as pessoas ainda te ataquem. Bando de invejosos. Amiga agora só tenho que deseja mais sucesso e boa sorte.
Qualquer coisa estou por aqui.

=)

Anônimo disse...

Uau! QUE CAPA FABULOSA!
Fiquei tão ansiosa pra ver... pois sabia que ia me surpreender! Perfeita!
Quanto à saga, muito obrigada por escrever, Josi. Possibilitou-me mil reações diferentes a cada capítulo: do choro ao riso histérico; da alegria à tristeza; do amor ao ódio. Vou sentir saudade da sagacidade da incorreta, porém humana, Audrey Morgan; da dor de Nino (como sofreu, pelos céus!); da persistência e amor incondicional de Ken; da reviravolta de Kin; dos dilemas de Aiko e da arrogância divertida de Suichi, meu eterno herói!
Sem esquecer de mencionar Júnior, Mago e Kui-chan. E os demais personagens que, fundamentalmente, compuseram a obra.
Arigatou!

(Fabi)

Anônimo disse...

Shuichi. Perdoe-me, meu herói! Errei seu nome.
(Fabi)

Josiane Veiga disse...

Suellen, gomennnn hauiahauahauaa, desculpe flor, na hora nem notei. Obrigada por estar sempre ao lado ♥

Josiane Veiga disse...

Fabi, que maldade, Nino nem sofreu HAUAHAUAHAUAAUAHAAUAHAA
Shuichi será eterno, com certeza ♥ Roubou todas as cenas ♥
Obrigada amor

Isa disse...

Que capa mais linda!!
=^_^=
Arrasou Beesha!!
*joga purpurina*
Josi, Josi, eu não imagino o que se passará na sua cabeça quando terminar de digitar o ultimo capitulo.
Missão cumprida amiga!
Parabéns.

Josiane Veiga disse...

Isa, a ultima linha será a pior, certeza. brigadaaaa amore

Catalina Terrassa disse...

Já vou separar o dinheiro para comprar.

Eu estou doida para saber como termina.

A capa ficou show. E que agosto chegue logo.

Josiane Veiga disse...

Cat, espero que goste ♥

Dani Hatsu disse...

Josy... Desculpa a demora mas passei uns dias ainda processando a informação hahahaha

Bem mais do que ninguem você sabe como essa saga fez parte da minha vida né? E claro que não na mesma proporção eu acho que sei um pouquinho de como se sente...

Mas como todo começo tem um fim saiba que esse trabalho vai deixar saudades, mas sei que é uma maca incrivel para você, e saiba que sempre que puder vou te apoiar e ajudar...

Desculpas os puxões de orelha hahaha mas acho que posso né?


Parabéns por essa conquista e outras estão vindo né?

Parabéns Gaby a capa ficou perfeita e acho que carrega todo o sentimento dos personagens... aliás estes que deixarão saudades! Irei reler sempre que puder.

Como sempre Josy você não está sozinha~ só de ler essas dedicatórias tenho certeza que nunca estará.


Parabéns

Josiane Veiga disse...

♥ Brigada Dani ♥
Com certeza, outros personagens virão.

Cássia disse...

O retorno positivo que a Trilogia Jishu teve nada mais é do que o resultado do seu talento, aliado à sua coragem e criatividade.

Em tempos de literatura e escritores mornos - em todos os sentidos que essa definição possa ter - você deu a cara a tapa, se arriscou (tanto na temática da obra quanto na publicação, sem saber se seria sucesso ou não) e nos brindou com uma grande obra.

Um lado meu fica feliz pelo fim da obra - afinal, quem não quer saber como se desenrolarão as lindas histórias de amor narradas no livro? - mas outro lado fica triste, pois é o fim de uma grandiosa saga.

Mas tenho certeza que outras obras, tão lindas quanto essa, sairão dessa sua cabeça incrivelmente fértil e criativa - resta-me, assim como os seus leitores (que, acredito, apenas se multiplicarão com o passar do tempo) esperar ansiosos pelas suas novas obras.

Meus parabéns e meu muito obrigada a uma autora incrível. E a um ser humano que, contra todas as probabilidades, encara as dificuldades que a vida apresenta, dá a cara a tapa, e nos brinda com sua arte e se dom maravilhoso de contar história.

Acredito que todos os seus leitores, assim como eu, são unânimes em uma coisa: nossas vidas seriam muito mais sem graça sem os seus livros para iluminá-las! Parabéns!!!

Josiane Veiga disse...

Cassia, obrigadaaaaaaaaaaaaa
Acho que você disse tudo. Aliás, eu falo disso a meses... os escritores na história eram aqueles que quebravam barreiras e rompiam os costumes. Os escritores hoje são exatamente o contrário. COm medo, eles não escrevem nada que possam chocar, nada que possa engrandecer seu trabalho. A maioria dos livros virou copias de textos sem emoção, onde você lê um, lê todos.

Queria ter vivido em outra epoca, mas vamos continuar a batalha.

Brigada de coração

Kamy Jaganshi disse...

Sua bicha safada, como ousa fazer sucesso as custas de Junior? ç.ç

É, ainda não te perdoei por isso rsrsrs...

Mas parabéns amiga, q tenha mais sucesso do que já tem e que sambe muuuuuuito na cara das haters e invejosos rsrsrsrs

Agora vou lá no cantinho chorar as mágoas pelo Junior e pelo fim da saga ;w;

Josiane Veiga disse...

Kamy, maldade pura kkk