segunda-feira, 20 de junho de 2011

[Resenha] Lua escarlate – Água e vinho


Sinopse - Lua Escarlate - Água / Vinho - Catalina Terrassa

Lua Escarlate é uma série de três livros, que contam a história da Família Saint-Claire (Uma família de ex-vampiros), que foge da Grécia e se muda para a cidade de St. Helens, no estado do Oregon. Os Saint-Claire desejam um novo recomeço, mas eles sempre são perseguidos pelo seu pas-sado, que está à espreita pronto para atacá-los. Grace Saint-Claire e sua família acabam de se mudar para uma nova casa, na esperança de esquecer o passado. Ela, junto com sua família devem se adaptar a uma nova vida, ou melhor,“tratamento”, que devolveu a eles a possibilidade de envelhecer. Mas existe um problema: antes de abandonarem seu antigo lar, os Saint-Claire desobedece-ram a lei, pois eles se tornaram a água. E a água jamais deve saber da existência do vinho.

Lua Escarlate - Água / Vinho - Catalina Terrassa



Resenha:

Bom, eu sou uma pessoa preconceituosa com alguns tipos de livros. Vampiros, por exemplo. Lembro-me que assisti ao filme Crepúsculo e adorei. Lógico, não era lá O FILME DA MINHA VIDA, mas era divertido, deu pra passar a noite rindo e adorando algumas cenas. Daí fui ler o livro, e detestei. Coisa sem sal, achei. E então, por causa de algumas amigas, fui atirada no mundo das fãs da série, que idolatram a obra como se fosse a coisa mais magnifica do mundo. Desculpem, mas na adolescência eu lia livros bons, e então meu gosto é mais... aguçado. Assim sendo, eu estava na contramão da modinha atual.

Qualquer pessoa com o mínimo de bagagem cultural, imediatamente odeia livros-modinha, especialmente quando os mesmos não representam verdadeiramente a fama que possuem.

Portanto, de cara, o livro da Catalina podia não me atrair muito, afinal, é uma saga de vampiros tentando viver uma vida comum em uma cidade pacata. A protagonista Grace, uma jovem vampira apaixonada pela família, boa moça, inteligente e dinâmica, não é exatamente o estereotipo de personagens que me atraem (gosto de personagens complicados, polêmicos). Mas, após ler algumas críticas positivas da obra, decidi iniciar a leitura, e bem... valeu a pena.

A Família Sant Claire (nome esse criado em sua fuga dos demais vampiros que residiam na Grécia) é composta por Grace, Celine (a mãe), Lilly ( a esperta irmã menor, que por sua perspicaz e esperteza me lembra a idolatrada Claudia de Anne Rice) e Lucas (o irmão do meio).

Ao contrário de Crepúsculo e suas copias mal fadadas e indigestas,Lua Escarlate brilha pela forma cômica que lida com as situações. O relacionamento dos irmãos é um RELACIONAMENTO, com seus altos e baixos, recheado de birras infantis, e situações reais. Eu gosto de ver o dia a dia sendo escrito de maneira real, com situações tão comuns que podiam ocorrer a qualquer um de nós.


O ponto fraco do livro talvés seja o desenvolvimento da relação de Paul e Grace, muito súbita, Viu=Gamou! Ela, claro, tem o magnetismo dos vampiros, mas gostaria de ter visto esse amor florescer com mais calma, mais... realidade.

Enfim, eu gostei da obra e recomendo a todos que gostam de livros do gênero.

2 comentários:

Apaixonada por Romances disse...

Olá!

Eu fui atirada no mundo da série Crepúsculo,então sou suspeita para falar alguma coisa pois me tornei fã.
Então sempre tenho interesse em livros de vampiros e esse despertou a minha curiosidade.


Beijos
Blog Apaixoanda por romances
Se tiver tempo, faça uma visita registrando sua presença ;-)

Josy-chan disse...

Qdo puder, leia sim^^